Como estimular a linguagem do seu filho

Na evolução do bebê, há uma série de acontecimentos que são indícios de um bom desenvolvimento (controle da cabeça e tronco, engatinhar e andar), porém, não só as conquistas motoras sinalizam em desenvolver saudável.

O melhor e mais amplo sinalizador evolutivo refere-se ao aparecimento da Linguagem Oral.

A Linguagem é uma conduta simbólica que permite ampliar a relação entre pessoas, expressar conceitos, idéias e sentimentos.

Contrariamente, a ausência de Linguagem dentro dos limites cronológicos esperados ou um processo lento e dificultoso indicam problemas no desenvolvimento global da criança.

A aquisição linguística pode ser dividida em duas fases: a pré-verbal (2 meses de idade até os 18 meses) e a verbal (18 meses até os 5 anos de idade).

No decorrer desta aquisição, há indicadores que norteiam a qualidade do desenvolvimento:

  • Interesse crescente pelos objetos e exploração variada dos mesmos;
  • Interesse em explorar relações espaciais entre os objetos (empilhar, puxar, encaixar);
  • Aumento da capacidade de compreensão e de expressão;
  • Brincadeiras e jogos de faz de conta;
  • Uso simbólico dos objetos (um objeto passa a representar outro).

Os pais, os educadores e os cuidadores devem criar situações estimulantes, prazerosas e facilitadoras para que a Linguagem surja da forma mais natural e adequada possível:

  • Falar pausada e corretamente;
  • Aproveitar situações vivenciadas pela criança para introduzir novo vocabulário e reforçar o já usado (banho, refeições, passeio à feiras, zoológico);
  • Falar e verbalizar as ações feitas e as que serão realizadas por ela e por quem cuida dela (“vamos tomar banho; vamos passear de carrinho; vamos até o parque; vamos visitar a vovó, etc.);
  • Nomear de forma correta os utensílios mais usados;
  • Construir frases simples e diretas para indicar ordens, comandos e atividades.

Grande parte dos problemas que alteram o curso evolutivo da Linguagem poderão ser resolvidos se detectados e tratados prontamente de modo conveniente.

A intervenção precoce tem-se mostrado cada vez mais efetiva para amenizar as consequências e/ou os prejuízos destas alterações.

Frente aos atrasos simples de Linguagem ou aos atrasos mais severos, o Fonoaudiólogo é o profissional indicado para realizar uma avaliação completa e ampla da Linguagem da criança.

Por Priscila Cima.


Achou interessante? Compartilhe:

Priscila Cima

Fonoaudióloga com mais de 25 anos de atuação em Fonoaudiologia Escolar e diretora da Clínica Integrada Fonoaprendizagem.

Meu interesse pela Educação e pelos Processos de Aprendizagem iniciou-se bem antes da Graduação. Atuei por 12 anos como professora do Ensino Fundamental. Neste longo período, pude compreender os limites, necessidades e possibilidades de intervenção com as crianças no árduo dia a dia da sala de aula. A experiência no âmbito escolar, somada a Graduação em Fonoaudiologia, aos Cursos de Pós Graduação, Aprofundamento e Especializações nas áreas da Linguagem Oral e Escrita são os norteadores de todas as minhas intervenções.